Como você avalia os 180 dias de governo do prefeito José Pereira de Aguilar Junior

Stella Massis Congelados

Brasileirinho Delivery

sábado, 27 de agosto de 2016

Lewandowski adia depoimento de duas testemunhas para sábado


Presidente do STF conduz o julgamento de Dilma no Senado: Julgamento de Dilma Rousseff no Senado – 2º diaO presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, acolheu pedido da defesa da presidente afastada Dilma Rousseff e adiou para sábado o depoimento das duas últimas testemunhas de defesa no julgamento da petista.
O ministro do STF, responsável por conduzir o processo no Senado, também autorizou o pedido do advogado de Dilma, José Eduardo Cardozo, para trocar a ordem das testemunhas. Em vez do ex-ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, o próximo a ser ouvido será o ex-secretário executivo do Ministério da Educação Luiz Cláudio Costa. Lewandowski considerou que não havia prejuízo para a acusação com a inversão da ordem.
A previsão é de que Barbosa seja o primeiro a falar na sessão deste sábado, ainda sem hora exata para começar. Após o ex-ministro, senadores ouvirão o professor de direito da UERJ Ricardo Lodi – que falará na condição de informante. “Vamos fazer um esforço para terminar mais uma testemunha hoje e ficarmos com os senhores Barbosa e Lodi para amanhã”, disse Lewandowski.
Com as últimas testemunhas sendo ouvidas no sábado, o julgamento do impeachment será retomado na segunda, com o depoimento de Dilma.
Julgamento – Na sessão desta sexta foi ouvido o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, na condição de informante – já que a acusação pretendia pedir seu impedimento e, em um acordo entre os dois lados, Cardozo concordou que sua condição fosse alterada. Na noite desta sexta, fala o advogado Geraldo Prado. A autora do pedido que embasou o impeachment, Janaína Paschoal, tentou o impedimento de Prado, alegado que ele havia participado de atos contra o impeachment, mas teve seu pedido indeferido por Lewandowski.
A defesa de Dilma desistiu de uma das testemunhas, a ex-secretária de Orçamento Federal Esther Dweck. Prevendo que senadores pró-impeachment tentariam a suspeição de Esther, nomeada por Gleisi Hoffmann (PT-PR) para um cargo no Senado, Cardozo pediu a retirada da testemunha. Segundo ele, para evitar “expor” a ex-secretária.
A maior parte dos senadores de oposição abriu mão de fazer perguntas para as testemunhas desta sexta, o que acelerou o processo.

Nenhum comentário:

Óticas Azucar - Caraguatatuba

Óticas Azucar - Caraguatatuba
Rua: Major Ayres, 164 - Centro / Caraguatatuba

Queens Berry

WChic - Banheiros de Luxo para Eventos

Pousada Ananas - Ilhabela

O GACC - Grupo de Assistência à Criança com Câncer

Forum

Imobiliaria Tabatinga

Pousada Costa Verde

Advocacia & Consultoria Dr. Rodrigo Fernandes Henrique de Oliveira - (12) 78980953 - Id: 54*514

Advocacia & Consultoria Dr. Rodrigo Fernandes Henrique de Oliveira - (12) 78980953 - Id: 54*514

World Brazil - Agencia

Transparência Brasil

Karambola Bar

Bar do Helio

Fragus

Natureza